Arquivo da tag: música

18/03/2015_10:00

por ALEXIA CHLAMTAC

Talvez você nem seja um adepto das “selfies”, mas com certeza já participou de alguma foto em grupo ou viu alguém tirando um autorretrato. O aumento do hábito (de 2012 a 2013, as menções cresceram 17 mil porcento) levou o dicionário Oxford a definir o termo como A Palavra do Ano de 2013. 

Nesta pesquisa, foi detectado que ”selfie” foi usada pela primeira vez em um fórum australiano em 2002: a terminologia apareceu em uma foto que registrava uma noite de jogação entre amigos.  E um deles, claro, segurava a câmera para enquadrar todo o grupo.

No Instagram, a primeira foto escrito “selfie” veio só em 2010, mas como as hashtags só foram implementadas em 2011, a foto só recebeu o registro meses depois. Aliás, até o fechamento desta matéria, o Instagram havia contabilizado (pasmem) mais de 240 milhões de fotos com a marcação.

O fenômeno evoluiu tanto que hoje existem novas categorias de #selfie. Eu descobri 20, mas segue um glossário com as sete mais legais.

#BELFIE: Kim Kardashian vive usando a hashtag para cadastrar suas fotos de costas, especialmente as que evidenciam seu avantajado derrière.

#GROUFIE: nada mais do que #selfie de grupos.

#HEALTIE: para quem não evita uma foto no espelho da academia.

#CARFIE: autorretrato de dentro do carro.

#DELFIE: quando o seu cachorro participa da foto.

#AFTERSEXSELFIE: registro de casais depois de fazerem sexo.

#FELFIE: A #selfie do campo, idealizada por fazendeiros.

Neste verão, outra variação da hashtag foi a sensação: #selfiestick foi usado para cadastrar as fotos com o famoso “pau de selfie” (vareta inicialmente usada para cliques com a câmera GoPro). De acordo com o jornal O Globo, o acessório foi um dos mais vendidos durante o Natal. 

Com tanto sucesso, não é de se espantar que o fenômeno hipermoderno inspirasse obras culturais.  Com direção de Marcos Caruso, a peça de teatro “Selfie” retrata as neuroses de dois amigos (vividos pelos atores Mateus Solano e Miguel Thiré, juntos na foto abaixo) acerca da vida superconectada. A peça já passou por Vitória, Rio de Janeiro e Uberlândia e chega ao Festival de Curitiba em 4 de abril.

Na televisão, a série de comédia “Selfie” (em cartaz na Warner) gira em torno de Eliza (Karen Gillan), estudante que sofria bullying no high school e, para ganhar popularidade, vira um produto da internet. Obcecada por “curtidas”, ela muda a sua imagem, mas continua sendo motivo de chacota pela falta de conteúdo. No primeiro episódio, Eliza procura um especialista em marketing para ajudá-la a tornar-se menos fútil e ser mais aceita socialmente.

E como tudo acaba em música, “#Selfie” é o hit da dupla de DJs The Chainsmokers. que acumula mais de 300 milhões de visualizações no Youtube. 

26/11/2014_17:00

Debbie Harry ganhou um livro para contar todas as suas histórias, e não foram poucas. Como boa roqueira, a líder do Blondie viveu bem, e as imagens de “Negative: Me, Blondie, and the advent of Punk” mostram isso. Chris Stein, seu ex-namorado e companheiro de banda, é quem assina texto e fotos.

Debbie conheceu Chris quando cantava no grupo The Stilettos. Viu Chris na plateia e, pronto, tudo começou. Os dois fizeram muita coisa boa juntos, músicas como “Call me” e “Atomic”. E, agora, o livro mostra a intimidade do casal, a punk Debbie cozinhando entre outras cenas de bastidores.

David Bowie, David Byrne também aparecem na publicação, assim como vários nomes da música, mas são de Debbie as melhores imagens: a cumplicidade entre fotógrafo e fotografada é única. Fora toda a trajetória punk.

As fotos ganharam exposição em Londres este mês, na Somerset House, mas o livro por si só vale a pena, é uma viagem. Pra apreciar ouvindo Blondie.

 

31/10/2014_13:44

http://ellus.com/salaellus/wp-content/uploads/2014/10/anateresa.jpg

http://ellus.com/salaellus/wp-content/uploads/2014/10/5.jpg

por ANA TERESA BELLO

No ano passado, enquanto todo mundo pulava o carnaval, fiz as malas e parti sozinha para Islândia. Trocar a folia pelo frio (fazia cerca de 0º C  na época) valeu a pena — me surpreendi, de muitas maneiras, com a natureza e a cultura local. E olha, minhas expectativas eram bem altas antes da viagem.

O ponto de chegada da Islândia é a charmosa Reiquiavique, capital da Islândia. Vale a pena passear sem rumo por lá para encontrar muitos cafés, bares, brechós e lojas de design bacanas. Como sou decoradora de interiores, garimpar é especialmente importante para mim. Alguns lugares que recomendo para sua rota:

Mercado de pulga Kolaportio (Tryggvagotu 19): quem curte antiguidades, não pode deixar de dar uma passada por lá. Tem tudo que você possa imaginar, desde roupas típicas a itens de colecionador, como postais e fotos antigas, sem esquecer de objetos de decoração.

Laundromat Cafe (Austurstræti 9): esta antiga lavanderia convertida em restaurante é uma das minhas descobertas preferidas. A comida é ótima e o décor é lindo! Uma parede é decorada com mapas, enquanto as outras são cheias de fotos e pôsteres e todas as cadeiras e poltronas são vermelhas. O “balcão-estante”, decorado com muitos livros, é outro destaque.

http://ellus.com/salaellus/wp-content/uploads/2014/10/Reykjavík.jpg

Café Loki (Lokastígur, 101): o restaurante fica em frente a Hallgrímskirkja, a principal igreja do país, cuja estrutura gótica foi inspirada nas incríveis formações de basalto da ilha. Lá, a boa é experimentar pratos típicos como a carne de tubarão. Bastante exótico para nosso paladar, mas viagem é para conhecer sabores novos, não é mesmo?

Café Rosenberg (Klapparstígur 25-27): apesar de calma durante o dia, a capital islandesa tem uma noite superanimada. Além do ambiente legal, o Rosenberg conta com uma programação de shows de bandas locais bem surpreendente. Prato cheio para quem, como eu, se interessa pela música da Islândia e quer saber o que mais há por lá além da Björk.

Kaffbarinn (Bergstaðastræti 1): quem procura “a” balada, pode seguir em direção a esse bar, um dos mais hypes da cidade. Por lá, passam vários DJs famosos da Islândia e da Europa, que lotam a pista pequena e intimista.

http://ellus.com/salaellus/wp-content/uploads/2014/10/harpa1.jpg

Harpa (Austurbakki 2): parada obrigatória tanto pelos concertos incríveis quanto pela arquitetura. É uma das mais importantes casas de música clássica e artes da Europa. A fachada, assinada pelo conceituado arquiteto islandês Olafur Eliasson, tem blocos retangulares de vidro, que presos a uma estrutura de metal, refletem as mudanças de luz a cada estação.

Apesar de Reiquiavique ser linda, escape um pouco da cidade para desbravar a natureza. Aliás, na Islândia, isto é o ponto alto da viagem! As paisagens são fantásticas e, às vezes, parece até que se está em um filme.

O melhor é alugar um carro para circular pelo interior. Se preferir, pode fazer um day que empresas como a Gray Line oferecem, mas sai um pouco mais caro (além de você ter menos liberdade para seguir seu próprio ritmo de viagem).

http://ellus.com/salaellus/wp-content/uploads/2014/10/golden-circle-2.jpg

Golden Circle: o passeio mais famoso do país. No caminho de mais de 300 km, você encontra cachoeiras, montanhas glaciais e os famosos gêiseres, inclusive o Geysir, o primeiro conhecido no mundo e o lugar que originou a palavra.

Gulfoss: é a principal atração da Golden Circle. As “quedas douradas”, como se traduz o nome, fica no cânion do rio Hvítá e tem três estágios: o primeiro tem “apenas” 11 metros, a segunda cascata é de 21 metros e, por último, uma gigante fenda de 32 metros. O volume e barulho da água são lindos!

http://ellus.com/salaellus/wp-content/uploads/2014/10/black-sand-beach.jpg

Vik: é uma praia bem diferente das nossas tropicais  – a areia é negra! O local foi locação da série Game of Thrones. Fica no vilarejo de Vík í Mýrdal, no extremo sul da ilha.

http://ellus.com/salaellus/wp-content/uploads/2014/10/blue-lagoon.jpg

Blue Lagoon: é um SPA paradisíaco de águas termais em  Grindavík, a 40 quilômetros da capital. Em meio a paisagem gélida das montanhas, você pode se banhar em lagoas vaporosas de até 40º C. As águas são aquecidas pelo magna vulcânico abaixo do solo e chegam à piscina com a força de turbinas instaladas em 1976. É um dos mais procurados pontos turísticos da Islândia e, além de super relaxantes, dizem que os banhos têm propriedades benéficas à pele.

http://ellus.com/salaellus/wp-content/uploads/2014/10/auroraboreal.jpg

Aurora Boreal: impossível não citar este fenômeno sensacional! O espetáculo justifica uma viagem nos gelados meses de inverno, já que só pode ser visto nesta época. Não quero ser clichê, mas só posso dizer que o movimento de luzes no céu é inexplicável.

24/10/2014_16:34

por CLÉO SANTIAGO

Até a próxima quarta-feira, São Paulo abriga a 38ª Mostra Internacional de Cinema, que exibe 330 títulos de diversos países em salas de cinema, museus e espaços culturais espalhados pela cidade. Como já é uma tradição, a mostra retrata o que o cinema contemporâneo está produzindo; as estéticas e as temáticas que traçam um panorama mundial da sétima arte.

Para aproveitar a última semana da mostra, listamos cinco filmes imperdíveis. Boas sessões!

(SÁBADO) “A vida privada dos hipopótamos”: Um americano entediado se muda para a Colômbia para conhecer os hipopótamos que o traficante Pablo Escobar deixou em sua propriedade. Lá ele conhece uma mulher por quem se apaixona e vive um romance conturbado. O que seria facilmente a trama de um filme de ficção é a história de Christopher Kirk, preso em 2009 no Brasil por tráfico internacional de drogas. Obra imperdível da Mostra Brasil! No Espaço Itaú de Cinema Frei Caneca, às 16h30.

(DOMINGO) “Ninfomaníaca”: As controversas cenas de sexo explícito, acreditem, foram editadas! Para ser distribuído comercialmente, o filme de Lars Von Trier recebeu cortes e foi dividido em dois. Na 38ª Mostra, a versão do diretor é exibida integralmente. No Reserva Cultural, às 21h30.

(SEGUNDA) “Sinfonia de Necrópole”: Na cidade de São Paulo, a rotina do aprendiz de coveiro Deodato muda quando uma nova funcionária chega ao cemitério. Juntos, eles precisam fazer o recadastramento dos túmulos abandonados.  Quanto mais eles mexem nestas covas, acontecimentos esquisitos começam a acontecer, fazendo o coveiro repensar na sua profissão. Você teria coragem? No Espaço Itaú de Cinema, às  16h10.

(QUARTA) ”Cássia”: A lembrança que temos de Cássia Eller é de uma cantora extrovertida — um tanto quanto enlouquecida — e com pleno domínio do palco. Já a imagem que os amigos guardam é a da mulher tímida, alheia aos holofotes e muito ligada à família. O documentário de Paulo Henrique Fontenelle tenta mostrar os dois lados da cantora, que faleceu precocemente em 2001 deixando seu legado para a música brasileira. No CineSala SABESP, às 21h50.

(QUARTA) “Maus hábitos”: A mostra deste ano conta com uma retrospectiva do trabalho do espanhol Pedro de Almodóvar e este filme merece ser visto. Além de ser um dos primeiros filmes do renomado diretor, o longa de 1983 é um de seus maravilhosos deboches sobre a sociedade da época, tendo a Igreja Católica espanhola como personagem principal. No Cine Caixa Belas Artes, às 21h30.

09/08/2014_09:00

por MARIANA BUARQUE

Amanhã é Dia dos Pais, mas nós, da SALA ELLUS, achamos que todo dia devia ser dia deles. Afinal, o que seria de nós sem os nossos? E você, que é pai, perguntamos: o que seria de você sem o seu filho? Divagando sobre esta relação tão comovente que une pais e filhos, montamos um top 3 de gadgets que vai fazer a felicidade do patriarca da família. Mas que você, ó filho pródigo, também vai amar experimentar.

Para coroar este post especial, a nova mixtape da ELLUS vem cheia de “fathers” e “sons”. A homenagem é para o seu herói, mas as músicas são para todo mundo, de ontem e hoje.

O FONE PODEROSO

Para ouvir música com qualidade de estúdio, a recém-lançada linha Level da Samsung pode ser a solução. O fone supra-auricular (nome para aquele modelo que cobre a orelha) Level Over possui uma tecnologia que cancela ruídos externos, é wireless e permite que os usuários equalizem o áudio por meio de um app disponível para Android.

O BARBEADOR GELADO

CoolTec, da marca Braun, é um aliado daqueles que têm pele irritada. É equipado com uma barra gelada de cerâmica que refresca e evita lesões, dispensando o uso de cremes e loções. O aparelho ainda conta com um mecanismo inteligente que, a um toque, recarrega a bateria, faz autolimpeza e lubrifica suas lâminas.

O SOFÁ BIÔNICO

Phillip Starck demorou alguns anos para aceitar o pedido da marca italiana Cassina para desenhar um sofá. Mas rolou: o primeiro mobiliário inteligente tem uma estação de entradas USB, com direito a sistema wirelles de refuel para recarregar o iPad ou laptop. Alinha MyWorld também está disponível em poltrona e chaise longue.

UMA PLAYLIST DE PAIS PARA FILHOS

The Tempations encontra com Will Smith e John Lennon na mixtape produzida especialmente para a data pela Tecla Music, a agência de music branding que prepara o som que você ouve nas lojas ELLUS de todo o Brasil. Além de “Papa was a rolling stone”, “Just the two of us” e “Beautiful boy (darling boy)”, respectivamente, a playlist ainda conta com hits patriarcais de Clarence Carter, The Kooks, Fire, Queen, Giorgio Moroder, John Lennon, Ben Kweller, TV On The Radio…

Chama o seu pai  (ou o seu filho, ora) e aperta o play! Bom domingo para vocês dois.