Arquivo da tag: david bowie

22/01/2015_12:40

por IGOR FIDALGO

Até ontem, o Foo Fighters só tinha se apresentado no Brasil em festivais. Mas com a turnê de “Sonic highway”, álbum mais recente da banda liderada por Dave Grohl, eles fizeram a sua estreia solo no País, com um espetáculo que ebuliu Porto Alegre durante três horas.

Mas quem é fã de FF, já está acostumado com shows longos. Afinal, quem não lembra da lendária apresentação do Lollapalooza de 2012? Se você é um dos esquecidos, relembre assistindo o vídeo abaixo, um achado no YouTube que registra as explosivas 2 horas e meia de performance.

O show em Porto Alegre contou com o mesmo número de canções de 2012 (26), sendo que em “Sonic highway” a banda faz uma série de covers — que, diga-se de passagem, incendiou ainda mais o público de 30 mil pessoas. Para você que estará amanhã no Estádio do Morumbi, montamos um aperitivo histórico: a lista abaixo reúne os clipes originais de músicas de outros ícones do rock que Dave Grohl e cia revisitam nesta turnê.

Em “Cold day in the sun” (música de “In your honor”, de 2006), Dave Grol começa um momentinho jam session e puxa um cover de “Daft Punk is playing in my house”, do LCD Soundsystem.

Em seguida, o baterista Taylor Hawkins toma conta dos vocais e canta “Another one bites the dust”, do Queen.

Depois de um bloco de hits pontuado por “I’ll stick around”, “Monkey wrench” e “Times like these”, o Foo Fighters abre uma série de covers com “Detroit rock city”, do Kiss.

Seguem com “Miss you”, do Rolling Stones (que a ELLUS ama).

Terminam o set de versões com “Under pressure”, mítico dueto de Queen e David Bowie gravado em 1981. Abaixo, o manifesto político que leva a assinatura do antológico diretor de filmes musicais David Millet (vale clicar aqui para checar o currículo do britânico que filmou inúmeros vídeos para Joan Jett, AC/DC, Billy Idol, Erasure e INXS).

Mesmo podendo haver pequenas mudanças, este é o mood do show de amanhã (no Rio de Janeiro, o Foo Fighters se apresenta no domingo; ainda passa por Belo Horizonte na próxima quarta-feira). Para você preparar o coração rock ‘n’ roll, segue o setlist da apresentação de Porto Alegre.

1) “Something from nothing”
2) “The pretender”
3) “Learn to fly”
4) “Breakout”
5) “Arlandria”
6) “Generator”
7) “My hero”
8) “Congregation”
9) “Walk”
10) “Cold day in the sun” (com “Daft Punk is playing at my house” e “Another one bites the dust”)
11) “In the clear”
12) “I’ll stick around”
13) “Monkey wrench”
14) “Skin and bones”
15) “Wheels”
16) “Times like these”
17) “Detroit rock city” (cover)
18) “Miss you” (cover)
19) “Stiff competition” (cover)
20) “Under pressure” (cover)
21) “All my life”
22) “These days”
23) “Rope”
24) “Outside”
25) “Best of you”
26) “Everlong”

24/10/2014_14:54

http://ellus.com/salaellus/wp-content/uploads/2014/10/7-31-Stephen-Sprouse-fashion-statement.jpg

http://ellus.com/salaellus/wp-content/uploads/2014/10/61ff91581489910601146924f9f62ed5.jpg

por ISA TENÓRIO

Se você acompanhou a participação da ELLUS no Elle Fashion Preview, sabe que nós temos nutrido um especial desejo por interferências urbanas. E pensando nos ícones que fazem nossos corações fashionistas baterem mais rápido, começamos hoje uma série de posts que perfila três dos maiores artistas gráficos do mundo.

Stephen Sprouse começou a sua carreira em 1983 e, na cabeça do então estilista, estavam a boêmia dos anos 1970, o espírito rebelde da vida urbana nova-iorquina, os ícones do movimento punk e os tons em neon que se tornaram uma marca dos anos 1980. Fazia roupas em materiais nobres que ganhavam uma assinatura autoral: tudo era grafitado à mão pelo próprio estilista, que vendida seus produtos na loja de departamentos Henri Bendel.  Pela exclusividade, suas peças logo ganharam status de obra de arte.  

http://ellus.com/salaellus/wp-content/uploads/2014/10/sprouse-1.jpg

Embora o lado artístico fosse fascinante, atraindo comentários incensados de editores de moda, o negócio de Sprouse ia mal: depois de sucessivas tentativas de inserção no mercado de moda, a grife fechou suas portas definitivamente em 1988. Faltava-lhe dinheiro e também uma inteligência acerca da industrialização de sua assinatura visual nas roupas. 

Era o amigo de Andy Warhol e Keith Haring, tendo inclusive assinado um quadro de Jesus Cristo com o grafiteiro. Com o fim de sua marca, começou a desenhar figurinos (trabalhou com Duran Duran, David Bowie e Mick Jagger) e a fazer suas interferências em pôsteres e capas de discos, como a capa abaixo, feita para “Rock bird” (1986), de Debby Harry.

http://ellus.com/salaellus/wp-content/uploads/2014/10/19012009_sprouse-09.jpg

http://ellus.com/salaellus/wp-content/uploads/2014/10/Sprouse.jpg

Morto em 2004, Sprouse não foi esquecido. Marc Jacobs o homenageou com a coleção de edição limitada “We love Sprouse” em 2009. No mesmo ano, foi publicada uma biografia sobre a vida e a obra do artista, “The Stephen Sprouse book”.

Na publicação, é reforçada a importância que Stephen Sprouse teve na construção da memória urbana de Nova York. É dele também uma das primeiras apropriações das culturas de rua, diretamente influenciada pelas artes e pela música, na moda prêt-à- porter.

28/01/2014_14:09

Começa nesta sexta- feria dia 31 de janeiro, no MIS, em São Paulo a expo que está chacoalhando o mundo da música. David Bowie, vida e obra, em ítens nunca vistos que prometem uma festa aos olhos e aos ouvidos dos fãs. Segundo o site do MIS: “ Além de set lists, letras de músicas, manuscritos, instrumentos e desenhos, a mostra brasileira inclui 47 figurinos, trechos de filmes e shows ao vivo, videoclipes e fotografias. ”

Inicialmente apresentada no Victoria & Albert Museum, um dos mais importantes do mundo, a exposição vem completa de lá. Aqui, o MIS ainda lança livro comemorativo com a editora Cosaf Naify, traduzido do original do VA.

Já estão a venda ingressos pelo site do MIS. Corre! E assista ao clipe de Space Oddity, da fase glam do cantor e inspiradora de toda uma geração em atitude, figurino e estética.

Infos:
DAVID BOWIE (mostra) @ MIS
De 31 de janeiro a 20 de abril de 2014
MIS – Av. Europa, 158, Jardim Europa
(11) 2117-4777
Ingressos antecipados por R$ 25 no site ingressorapido.com.br; no MIS, a partir de 31.01, por R$ 10 (entrada gratuita às terças-feiras)
DAVID BOWIE (livro)
Preço: R$ 119,90 em pré-venda pelo site da editora; entrega a partir de 29/1
18/07/2013_16:18

Bowie, uma guitarra, um galpão. Como não amar? O nome da track é Valentine’s Day, do novo álbum, “The next day”. Play it again and again.

05/03/2013_18:00


Só se fala nele. Há 10 anos sem lançar um disco, David Bowie surpreendeu a todos no início do ano, quando colocou em seu site oficial a música “Where We Are Now?” exatamente à meia-noite do dia em que completou 66 anos.

O maior astro do glam rock fez o que nenhum artista consegue fazer nos dias de hoje, manter em segredo sua produção e evitar que sua música fosse parar na internet antes da data de seu lançamento.

A música faz parte de seu novo disco “The Next Day”, o 30º album gravado por Bowie que será lançado dia 12 de março. O disco foi gravado em um estúdio em Nova York, onde Bowie se reunia em “sessões secretas” com seu amigo e produtor de longa data Tony Visconti, com quem trabalha desde “Space Odity” de 1969.

Uma nova música foi liberada semana passada, “The Stars (Are Out Tonight)” e conta com um vídeo espetacular dirigido Floria Sigismondi. No clipe Bowie forma um casal de meia-idade com a atriz vencedora do Oscar Tilda Swinton, cuja vida tranquila é perturbada quando um par de jovens se muda para a porta ao lado.

Nós estamos adorando essa nova fase do cantor. Só nos resta esperar para saber se ele sairá em turnê ou não. Imagina se ele vem para o Brasil com esse novo disco!

Enviado por Tecla Music.