Arquivo da tag: carol trentini

16/10/2015_11:47

por MARAYSA FIGUEIREDO

Vimos ontem que a história da ELLUS e do SPFW estão mais que ligadas: desde o início do evento, a ELLUS esteve presente. Lá se vão 21 anos de muita moda e parceria. Hoje vamos relembrar como foram verões e invernos de 2008 até hoje.

Pegue seu lencinho, pois emoção não falta nessa “sessão nostalgia”:


Muito rock e esporte para celebrar o verão de 2008. A parka aparece como a peça queridinha da estação. Já no inverno do mesmo ano, a estação Julio Prestes recebeu a coleção, com direito a chegada das modelos em trem com buzina e tudo. O  tema de “Urban Knights” e as sobreposições marcaram o desfile.

O fundo do mar inspirou o verão de 2009 e de repente a sala de desfile virou um aquário para receber a coleção “Underwater”. Os modelos Grabiel Grandi, Jéssica Brandi e Kelly nadavam felizes no aquário de 12 metros de altura, 2 metros de profundidade e 2 metros de largura.

Agyness Deyn deu as boas vindas ao nosso inverno, que teve como tema os operários dos subúrbios londrinos. O couro foi o destaque desta coleção.

 Motoqueiros usando jeans de lavagem clarinha e vestidos com shapes fluidos, que eram acompanhados por jaquetas cropped deram o tom do verão 2010, que teve Cintia Dicker exibindo toda a sua ruivisse na passarela. Já o inverno contou com a presença de Jesus Luz, abusando em tons escuros, na coleção que recebeu o nome de “proteção”.

O verão 2011 veio bem no mood praiano: tinha crochê, estampas, tudo muito confortável, com direito a alpargatas coloridas. Prints florais para eles foram o  ponto alto. O jeans, claro, não foi esquecido e deu o ar da graça em camisas. Novidades mil no inverno 2011: nada de modelos e passarela. No lugar, um projetor e um telão, onde toda a coleção passou diante dos olhos de jornalistas, como um sessão de cinema. Urbana, a coleção veio em tons de branco, prata e preto, provando que a modernidade batia à porta.

No verão 2012 teve Aline Weber, teve banda e muita festa! Tons claros se integravam ao streetwear que é parte do nosso DNA. Já o inverno foi de rock e couro, cheio de detalhes onde Aline Weber mais uma vez arrebentou!

Um mergulho noturno no verão 2013 para a coleção “Night Diving”, onde efeitos metalizados aparecem até no couro. No inverno, clima fetichista  no tema “Police”, que tinha transparências, fendas, botas e uma algema moderna, com corrente ligando o pescoço ao pulso.

Uma viagem de moto pela Índia foi a inspiração para o verão 2014, onde os tons terrosos apareciam em sedas e organzas metalizadas. A top Lindsey Wixson abriu o desfile com uma das estampas queridinhas da coleção: um floral camuflado que deu o que falar.

Diretamente do Salão Nobre do Theatro Municipal, a nossa diretora criativa Adriana Bozon tinha um desafio: apresentar o jeans de uma maneira nova. A inspiração eram os esportes de montanha, o guarda-roupa clássico do lenhador e Japão, principalmente o jeans bruto característico dos japoneses. Assim foi o inverno 2014!

No verão 2015, que teve Cauã Reymond na passarela, a mistura de materiais como o natural e o sintético, o artesanal e o industrial foram o ponto de partida para a coleção sportswear. O inverno 2015 comemorou nossos 42 aninhos e a inspiração foi o filme “The Warriors” e as gangues de rua. Preto, branco, cinza, verde limão (que  apareceu nos desejado coturnos!), pink, dourado e caramelo foram as cores da estação, que tinha até patchwork de pele de cobra.

Chegamos ao verão 2016 com Marrakech como pano de fundo para uma mulher contemporânea, que viaja e traz absorvidas em si todas as culturas que conhece. O Marrocos fez com que a passarela se transformasse em tapeçaria e as peças apareceram cobertas de ouro e areia, cores principais da coleção, que teve Carol Trentini como musa.

Não foi uma delícia relembrar todos esses momentos da trajetória da Ellus no SPFW?Agora que a sessão nostalgia acabou, preparem seus casaquinhos, pois o inverno vem ai… O que será que ele nos aguarda? Confira em breve no Sala Ellus tudo sobre a próxima coleção.

15/10/2015_18:01

por MARAYSA FIGUEIREDO

O tempo passa, o tempo voa e lá se vão 43 anos de ELLUS. Nesta conta, é bom destacar que há 21 anos a marca de Nelson Alvarenga e Adriana Bozon lança coleções na maior semana de moda do País. Nos longínquos anos de 1994, a ELLUS fazia sua estreia no Morumbi Fashion, evento percursor do atual São Paulo Fashion Week.

Depois de tantos momentos, histórias e emoções, eis que começa mais uma edição do SPFW e quarta-feira, dia 21/10, é o nosso grande dia! Já que recordar é viver, a Sala ELLUS montou uma retrospectiva de dois posts com os principais desfiles que temos registro. Prepare-se: a maratona fashion vai começar!

As passarelas de 1999 do Morumbi Fashion anunciavam o verão do novo milênio e sim, nós marcamos este momento com Kate Moss! 

Todos os olhares miraram na top inglesa, que depois usar um biquíni com patchwork de denim ao lado do modelo Paulo Ferreira, emprestou a sua celebrada imagem heroin chic para um novo conceito criado pela ELLUS: o hippie chic.

Logo as temperaturas despencaram nas passarelas, dando início ao inverno 2000. Era a 8° edição do Morumbi Fashion e o hot-moment ficou por conta da modelo sudanesa Alek Wek, que veio para apresentar a coleção “Terra” no nosso desfile.

Ela ficou no Brasil um tempinho e logo depois posou para uma das nossas campanhas, a primeira vez que apresentamos jeans acobreado e em tons de marrom.

Ana Claudia Michels tinha só 19 aninhos quando invadiu o verão 2001 da Ellus. Mas o destaque da coleção foi a participação de Talytha Pugliese, Caroline Ribeiro e Mariana Weickert como “Ellus Angels”.

Conceito diretamente inspirado no remake de “As Panteras” que estreava naquele ano nos cinemas, a estratégia também inspirou uma das mais memoráveis campanhas da marca de jeanswear.

Já a inspiração para o inverno 2001 foi o “school glam” e o jeans foi a base para grafismo e até para a literatura. Arnaldo Antunes participou da trilha do desfile e, de quebra, criou dez  poemas para a Ellus, que foi estampado em 67 peças da coleção.

O nome era Madonna e o hit era “Like a Virgin”, e assim a Ellus já tinha tudo o que precisava para se inspirar para o verão 2002. Os shapes não estavam nas peças, mas sim no corpo, moldados a jeans, tule e mousseline. Quem duvida o quão divertido foi?

No inverno 2002 da Ellus, gentileza pouca, é bobagem! E o profeta mais gentil que esse país já teve o prazer de ver foi a inspiração da temporada, que trouxe mulheres com ares de guerreiras, mas muito sexys, afinal.

Festa e rock n’ roll: a Ellus comemorava 30 anos de vida com desfile arrasador, com direito a sequência de topless! Com inspiração nos piratas urbanos e perfume setentista com um quê folk, a festa teve direito a banho de champagne no final.

Muito antes dos 50 tons de cinza, a Ellus levou para sua passarela de inverno 2003 o mundo do fetiche, das fantasias sexuais e do sadomasoquismo. O preto e o couro não podiam faltar.

O verão 2004 foi da mulher que transita por aí sem medo, conhecendo mil culturas e sendo influenciada por tudo isso… O resultado pode ser visto em peças delicadas, com sweet colors e flores aquareladas de encher os olhos.

Já o inverno 2004 veio colorido e com inspiração hippie. Nosso icônico jeans recebeu de braços abertos batas, chapéus e botas de cowboy, num clima pra lá de western.

Tudo preto no branco,  smoking, camisas e coletes desfiados. No verão de 2005, Carol Trentini dava início a uma longa e feliz parceria com a Ellus. De quebra, ainda teve Erik Marmo para delírio geral.

Daniella Cicarelli desfilou um inverno 2005 cheio de atitude, bem street e com uma pegada neo-boemia. O nosso jeans apareceu sem lavagens, na essência, fazendo composições nada óbvias com saias ultraromânticas.

Mais uma vez Carol Trentini deu o ar de sua graça e deixou o verão 2006 da Ellus com muito mais cor, em edição que teve cenografia especial na passarela.

E fez-se neve! Com babados, mangas bufantes, sedas, tafetás e muita leveza, a Ellus voou junto com a “mulher pássaro” e fez da passarela um show à parte, com Carol Trentini encarando a mulher forte e ao mesmo tempo glamourosa.

O cenário do nosso desfile verão 2007 foi tão incomum quanto apaixonante: em um busque do Parque Ibirapuera. Um inverno de estampas e amores, com Letícia Birheuer tão estonteante quanto colorida.

O “caos urbano” invadiu o streetwear, que trouxe de volta Letícia Birkheuer para a passarela no nosso inverno 2007.

Ficou gostinho de quero mais? Amanhã você confere mais momentos marcantes na trajetória da Ellus no SPFW!

03/09/2015_11:43

Vem direto de Marrakech, cidade do Marrocos que deságua o lado mais exótico da cultura muçulmana, a magia da nossa nova coleção de verão 2015. 

Instalada entre o deserto do Saara e da África, onde os termômetros passam longe dos 40° graus, a cidade foi uma intensa inspiração criativa para criarmos para a estação mais quente do ano.

Este movimento globetrotter começou em fevereiro, quando Adriana Bozon e a sua equipe de estilo seguiram rumo ao norte da África.

Encantados com os Tuaregs e com os Berberes, trouxeram referências étnicas e tribais para o nosso verão, cujas principais tendências, como de costume, são desfiadas no Jornal ELLUS (que chega à sua quinta edição; rufem os tambores darboukas, merci beaucoup).

Como bem escreve a nossa diretora de criação no editorial que aparece na página 4, o foco da mulher ELLUS nesta estação é reproduzir uma sofisticação viajante. E quem melhor do que a top Carol Trentini, musa da ELLUS há boas temporadas, para personificar esta mulher do mundo? 

Junto com ela, Cauã Reymond, rosto da ELLUStrês coleções. Clicada novamente por Marcelo Krasilcic — nosso parceiro de longa data que, dentre outras campanhas, fotografou Cauã na Joatinga no verão passado e a atriz americana Chloë Sevigny em 2007 —, Marrakech Journey contou com o styling de Michael Vendola e beleza de Robert Estevão.

Se você quer mais detalhes das roupas, pense nas construções marroquinas em tons de rosa ocre  (vem daí o apelido de “cidade-vermelha”), passando pelos majestosos Jardin Majorelle (da onde vem o mood azul de parte da nossa coleção) e desemboque nos souks, mercados com uma diversidade sem fim de produtos regionalistas.

A exuberância do oriente aparece no prints metalizados que deixaram nossas t-shirts ainda mais cheias de bossa. Aplicações folheadas em tons de ouro refinam a peça que é o uniforme do dia a dia de qualquer mulher viajada — seja ela baseada em São Paulo, Nova York, Paris ou Marrakech.  Nos acessórios, destaque para o tressê de leather denim em sandálias e bolsas.

[

A ELLUS Limited, linha que reproduz comercialmente as peças de desfile que mais atraíram suspiros na passarela, prioriza seda, couro e chamois, tudo fazendo alusão às amarrações e às placas metalizadas que fazem a fama fashion dos berberes.

Presentes em tops e saias de seda, torções estratégicas fazem referência aos nós de turbantes desta mesma tribo, mantendo uma constante memória étnica nos itens cosmopolitas e refinados da linha limitada. Para arrematar, pulseiras feitas com correntes grossas e demais acessórios com gizos.

Lembra o final apolínico do desfile da São Paulo Fashion Week? A apresentação integralmente feminina foi concluída com uma horda de modelos barbudos trajando looks em total camel.

Está explicado: o grand finale foi idealizado para valorizar a renovação da Ellus Jogging Denim, a calça mezzo jeans, mezzo moletom lançada no inverno passado que agora chega em tons de caqui.

Não espere mais: carimbe o seu passaporte para a nossa Marrakesh Journey acessando agora a Online Store da ELLUS. E entenda ainda mais sobre o processo criativo para conceituação desta coleção assistindo ao making of acima.

Não se preocupe se for acometido por uma necessidade de viajar urgentemente ou consumir imediatamente. Desejos devem ser vividos sem culpa, sem medo e sem jet lag. E este é mais um ponto de convergência entre a ELLUS e Marrakesh.

07/07/2015_14:15

Este post é para você que não tira da cabeça a imagem de Carol Trentini usando vestido de franjas com print pink grafitti e coturnos no nosso desfile de inverno 2015 na São Paulo Fashion Week. É também para você, que sonha em se movimentar com a mesma flexibilidade de Cauã Reymond nas fotos da nossa campanha que ele está usando o Ellus Jogging Denim. É, sobretudo, para você, que deseja urgentemente uma das nossas it-bags que, estação e estação, confirmam que a linha Ellus Acessories veio para ficar.

Para todos vocês, fashionistas, a mensagem é direta: a ELLUS está em sale! Seguindo o já tradicional formato de descontos progressivos (aquele que, quanto mais você compra, mais barato fica), estamos com os produtos da Online Store e das nossas 67 lojas físicas remarcados.

Funciona assim: comprando dois itens, o desconto é de 20%; três, 30%; quatro, 40%; levando cinco ou mais produtos, a sua compra sai pela metade do preço. Bom demais, fala a verdade?!

Breaking news: atualizamos este post para informar que, nos finais de semana, a ELLUS está promovendo descontos surpresas em tipos de produtos específicos. Nesse sábado, os vestidos estavam 60% off. Desculpa não termos avisado, mas foi algo feito meio de surpresa mesmo, para surpreender todo mundo. Mas avisamos: nesta quarta (dia 8 de julho), as peças com Pink Grafitti ficarão 60% mais baratas!

Fique ligado no nosso Instagram para saber mais detalhes. E boas compras!

24/03/2015_14:22

por ALEXIA CHLAMTAC

As jogging pants — calças de moletom com elástico na cintura e na barra — surgiram na década de 1980 e são uma marca da geração sporty. O motivo disso, é claro, era o conforto proporcionado pela peça, que foi inspirada nas modelagens da época. Em 2010, as calças de academia começaram a ser resgatadas em desfiles internacionais, mas a fama instantânea veio quando personalidades como Katie Holmes e Gwen Stefani passaram a usá-las com sandálias e botas luxuosas. Nesta ocasião, foram rebatizadas como sweatpants.

Agora imagine a sensação confortável de usar um moletom, mas com aparência e durabilidade do jeans? Não precisa imaginar: a jogging denim é a principal novidade do inverno 2015 da ELLUS.

Indo de encontro com a febre esportiva que toma conta da moda mundial — que pedem por uma vida mais prática e moldada à velocidade do século 21 —, o interior da nossa jogging denim tem uma construção que imita malha, com flexibilidade e toque macio. No entanto, do lado de fora, as características essenciais do famoso jeans premium da ELLUS estão lá: five pockets, detalhes maquinetados, botões em rebite…

O segredo desta inovação têxtil está na combinação destas duas camadas de tecido, que possibilita o conforto e o caimento de um moletom dentro de um autêntico denim. Pois todas as peças da linha ELLUS Jogging Denim oferecem as possibilidades de lavagens e os efeitos de lavanderia que já são uma marca da grife.