• 20/05/2016_09:00

    por GUSTAVO GARCIA

    A dupla de trip hop Massive Attack lançou, após longo hiato, o clipe de “Ritual Spirit”, música de trabalho do primeiro EP dos dois que os ingleses prometeram até o final de 2016. Nesse pacote, ainda está incluído um álbum inteiro só com músicas inéditas, e com certeza, mais alguns vídeos maravilhosos como este primeiro que trazemos para vocês.

    No vídeo, temos ninguém menos que Kate Moss em um body cor da pele, dançando com uma luminária na mão, onde ela evolui magnificamente, iluminando algumas partes de seu corpo, em um ambiente bem escuro. O resultado é um vídeo denso, cru e totalmente sintonizado com a música. Conforme a canção evolui, a edição muda e alguns efeitos são incorporados, como se o espectador estivesse sob o efeito de alguma substância lisérgica.

    Muito lindo e super moderno, digno de uma banda icônica e conceituada, que coleciona hits, que marcou uma época e, hoje, retorna gloriosa, comprovando que não parou no tempo. No release de lançamento do clipe, Robert Del Naja, vulgo 3D, um dos membros da dupla, conta que é amigo de longa data da super-modelo, mas que nunca tinham conseguido trabalhar juntos. Durante a sessão de gravação no estúdio, Kate dançava com a luminária, e, ao ver aquela cena hipnotizante, o diretor Medium achou que estava diante da perfeita tradução da atmosfera e do conceito intimista e ritualístico da música.

    Já Kate disse que não teve que pensar duas vezes antes de topar fazer parte do clipe, contou que é fã do trabalho da dupla há muito tempo, que ama o conceito visual deles, além de ser super-amiga de 3D. Com o talento compartilhado por esse grupo de amigos, não poderia sair nada menos que este vídeo simples, contemporâneo e incrível.

    18/05/2016_09:00

    Todo mundo sabe como é chato enfrentar um dia de chuva quando você precisa
    fazer mil coisas na rua. E não é menos chato quando você está superanimada
    para sair com seus amigos, jantar, ou até mesmo dar uma esticada para dançar
    em algum club da cidade, mas tem pela frente poças e outros obstáculos até
    chegar ao seu destino.

    Pensando neste tempo maluco e imprevisível, nós separamos três itens que vão
    deixar você protegida de qualquer temporal, sem perder o estilo. São peças-
    chave para o guarda-roupa de toda mulher urbana.


    Clique aqui para comprar este trench-coat na Online Store

    A primeira da lista é a mais clássica das três: o trench coat. É a preferida
    de dez entre dez mulheres que não se prendem em casa por causa de qualquer
    chuva. A segunda peça, além de ser uma paixão feminina, é sempre uma boa opção
    para qualquer ocasião, principalmente na chuva. A bota acaba sendo aquele
    calçado que se torna mais prático, além de estar sempre na moda.

    Por fim, mas não menos importante, a calça de couro, item-coringa capaz de deixar você
    preparada para situações mais diversas, desde aquela reunião de trabalho
    durante o dia a um happy hour com a turma do escritório, à noite. Sem perder
    o estilo e o DNA rocker.

    Clique aqui para comprar esta bota na Online Store


    Clique aqui para comprar esta calça na Online Store

     

     

     

    16/05/2016_09:00

    POR LUA SARAIVA 

    Se há uma figura que se destacou no vasto ecossistema da gravadora Awful Records em 2015, essa é Abra, jovem inglesa com raízes em Atlanta, que encantou o universo do R&B com sua voz sensual, capacidade de mesclar estilos modernos a antigos, e abordagem íntima para com o mundo das adolescentes de hoje.

    Abra, ou Dark Wave Duchess, como é conhecida pelos fãs no Instagram, Twitter e Soundcloud, escreve sua própria música, canta e produz independentemente. “O nome Darkwave Duchess representa o meu desejo de não ter medo do lado negro, que é o meu lado vulnerável, escondido do mundo e que vem à tona antes de dormir”, declarou ela à iD Magazine.

    Suas letras atrevidas e lascivas, que tratam de suas experiências, são provavelmente a melhor parte de sua música, o que comprova que seu dom é criar. Desde que se associou ao coletivo da Awful Records, em 2014, tem lançado uma série de singles que mostra como seu charme à la 1990 contempla a estética inovadora que a empreendedora visa transmitir.

    A inglesa é uma das novas artistas com perspectivas mais empolgantes no R&B contemporâneo, por conta de sua expressividade. Como a maioria dos novos artistas de rhythm and blues, Abra sabe fazer uma boa mistura de sons, deixando-se influenciar por diferentes estilos e gêneros, fundindo seus vocais sussurrados com batidas viciantes, como evidencia sua faixa “Sick Girl”.

    Seu estúdio ainda é o closet da casa dos seus pais, um mundo de experimentações off-key, e ela entende excepcionalmente o que as outras pessoas da sua geração sentem. “Eu sinto que a minha geração se esconde, num mundo de profunda emoção e pensamentos, por trás de tweets ambíguos, textos, emojis, e outros recursos digitais que debilitam nossas expressões humanas físicas”, revelou à iD. “Nós não dizemos o que sentimos por medo de rejeição ou de parecer muito intenso ou necessitado”.

    Suas performances, carregadas de expressão física nos videoclipes, parecem ser uma forma de comunicar essa ideia, assim como seus inúmeros acessórios esportivos, que propõem que vivamos mais na realidade, em sincronia com nossos corpos. Abra vem com todo esse conceito forte, sem deixar de ser estilosa e representando a atitude das cool Tumblr girls da década. Mas mantém um mistério: sua idade. Quantos anos será que ela tem?

    13/05/2016_09:00

    Olhando para o histórico das nossas campanhas, é fácil perceber um perfil comum a todas elas: forte, sexy e poderoso. Para a campanha de 2006, há exatamente 10 anos, a Ellus lançava sua coleção de verão, com ninguém menos do que a icônica Fernanda Torres.

    Foi a primeira vez que a atriz foi clicada para uma campanha de moda, assumindo o lugar já ocupado por estrelas como Xuxa e Daniela Cicarelli. Apesar de não ter desfilado, a versátil atriz-escritora atraiu a atenção de todos os que estavam presentes no desfile. “Achei o maior barato isso, sempre gostei da Ellus”, disse ela na época.

    O cenário reproduzia um loft e a atriz encarnava uma mulher que acabara de acordar na casa do namorado. Clicada pelo fotógrafo Miro, o resultado foi uma série que traduzia muito bem o conceito da coleção.

    Sempre bem-humorada, Fernanda conquistou toda a equipe, e gostou tanto da coleção que levou uma mala cheia — inclusive com a camisa branca de alfaiataria e o jeans usados na campanha — para a turnê que fez pelo Brasil com a peça baseada no livro homônimo de João Ubaldo Ribeiro, “A Casa dos Budas Ditosos”.

    06/05/2016_09:00

    A Ellus desfilou sua coleção Primavera/Verão 2017, encerrando com chave de ouro o último dia de desfiles da edição de número 41, da São Paulo Fashion Week. Batizada de “Ellus Digital Wave”, a coleção tem como ponto de partida uma viagem ao Havaí para propor um mergulho no que há de mais atual no universo jovem e digital.

    A diretora de criação Adriana Bozon e o estilista Rodolfo Souza remixaram trajes da cultura nativa, roupas esportivas dos surfistas, o inevitável biquíni, leves referências 40′s e militares. A esse caldeirão havaiano foi adicionado o espírito rocker e urbano característico da marca.

    O site de moda “FFW” destacou as franjas havaianas, normalmente usadas em saias, mas que nesta coleção foram parar nos tops ombro a ombro. Outro highlight, segundo o portal, foi a renda resinada, que perdeu o aspecto handmade, ganhando um perfume tecnológico que reforçou o conceito da coleção. Mas o que causou frisson mesmo foram as sandálias usadas tanto no masculino quanto no feminino. O site sentenciou: “dá vontade de usar agora”.

    Já a Vogue Brasil citou a versão desconstruída da jaqueta de couro perfecto — um ícone da marca —, só que desta vez, dando vida a boleros ombro a ombro e vestidinhos com babados. “Uma ótima maneira de vestir o romântico em versão hardcore nada açucarada”, avaliou o site.

    A Elle elogiou a habilidade de misturar a referência havaiana, presente principalmente nas estampas florais, com a estética rock and roll, que veio nos tops cropped com animal print. Tudo vibrando em total sintonia com o DNA da marca.

    Um dos destaques citados pela editora de moda Lilian Pacce foi o vestido de couro preto usado por Daiane Conterato. Outro look destacado pela especialista foi o vestido de sarja de cor castanho-militar com bolso utilitário, zíper e canelado preto, que em suas palavras, “é altamente desejável”.

  • Doois Sites e Sistemas