• 29/05/2015_10:00

    por CLÉO SANTIAGO

    O xadrez está sempre presente no inverno e, de fato, é muito bem vindo na estação. A padronagem permite múltiplas produções — desde as mais tradicionais, no estilo preppy,  às mais ousadas, com atitude punk. Tudo depende da modelagem, da matéria-prima e, principalmente, do outfit eleito.

    No inverno 2015 da ELLUS, não podia ser diferente: apostamos em não uma, mais em duas estampas gráficas quadriculadas. A primeira é um adaptação dos looks conceituais desfilados na SPFW de inverno, em novembro. Com uma pegada street, aplica uma grade metálica de forte inspiração urbana em um fundo grafitado.

    Clique aqui para comprar este vestido na Online Store.

    Clique aqui para comprar esta blusa na Online Store.

    Abaixo, o segundo pattern. Olhando rápido, a estampa em vermelho e preto pode incitar uma inspiração grunge   principalmente para quem era adolescente no auge do rock nos anos 1990. Mas o clássico xadrez vai além da camisaria flanelada imortalizada por Kurt Cobain e tantos outros ícones de Seattle.

    Tem uma pegada escocesa aí, diretamente ligada ao tartã utilizado por Vivienne Westwood na criação das primeiras indumentárias punks, quando inaugurou a loja Let it Rock em 1971.

    Clique aqui para comprar esta bermuda na Online Store.

    Clique aqui para comprar este vestido na Online Store.

    27/05/2015_10:00

    por RAISA CARLOS DE ANDRADE

    As mínimas quedas nas temperaturas já nos lembram dos casacos. No armário masculino, a volta dos que não foram: blazers, ajustados e esportivos, revisitam um clássico do guarda-roupas inglês.

    Pete Doherty, à frente do Libertines, foi quem revelou a tendência, no início dos anos 2000.

    Marido de Kate Moss na época, Pete sabe das coisas. Além de ser capaz de alongar o corpo, a modelagem slim fit dá ar contemporâneo e mantém uma certa formalidade, sobretudo em contraste ao jeans. É o que fecha o look rocker classudo que volta ao peito e nos lembra que dá para botar uma peça a mais, para os dias mais fresquinhos que estão por vir.

    As cotoveleiras aplicadas ao blazer fogem do lugar comum e tornam a peça ainda mais versátil. A dica é ficar atento ao caimento, que deve se manter confortável, e ao comprimento dos mangas, para que estejam no lugar exato: ela deve terminar no osso do pulso, deixando um sutil espaço para a manga da camisa.

    Clique aqui para comprar este blazer na Online Store.

    Clique aqui para comprar este blazer na Online Store.

    Clique aqui para comprar este blazer na Online Store.

    26/05/2015_10:00

    por CLEO SANTIAGO

    Advertência: esse texto pode causar ansiedade. Muita ansiedade. Assim como as seguintes notícias causaram fortes crises por aqui, com direito a contagem regressiva mental e anotação em algum dos gadgets que estavam disponíveis no desktop.

    O motivo de tanto alvoroço são, na verdade, duas exposições: a primeira retrata o processo criativo de um dos diretores mais criativos e inovadores do cinema contemporâneo; a segunda é uma homenagem a uma das principais figuras do rock nacional. O MIS (Museu da Imagem e do Som) de São Paulo receberá mostras de Tim Burton e Renato Russo em 2016 e 2017, respectivamente. Não é para abalar nossos corações?

    Entre janeiro e abril de 2016, o MIS contará com uma megaexposição dedicada à obra de Burton, antes pertencente ao MoMa de Nova York, com direito à presença do norte-americano para a sua abertura.

    A vinda de Burton foi confirmada por André Sturm, diretor do museu, assim como outros detalhes da mostra, adaptada para o espaço brasileiro.

    Isto tudo porque, além de documentos originais, fotografias e objetos de cena, o público poderá se sentir dentro dos maiores filmes do cineasta, já que a cenografia promete uma verdadeira imersão em sua obra.

    Será a grande oportunidade de conhecer de perto os universos de “Edward, mãos de tesoura”, “O estranho mundo de Jack”, “A noiva-cadáver”, “Alice no país das maravilhas” e tantas outras produções marcantes, divertidas e bem peculiares de Tim Burton.

    Já em 2017, ainda sem data marcada, a exposição em homenagem a Renato Russo promete arrancar suspiros de quem é fã do rock oitentista do Legião Urbana.O material da mostra será composto por relíquias guardadas no antigo apartamento do músico, situado no Rio de Janeiro.

    Teremos acesso a 50 diários escritos a mão nunca exibidos ao público e a uma coleção completa de seu acervo de discos e livros, além de outros objetos pessoais icônicos, como a famosa bata branca, companheira inseparável de Renato.

    Concorda que vale a pena aguardar. Anotou?

    25/05/2015_10:00

    por RAISA CARLOS DE ANDRADE

    Já deve ter dado para sacar que o jogging denim é o nosso assunto principal neste inverno 2015. Com muito mais flexibilidade que o denim tradicional, estas calças possuem o conforto do moletom na parte interna e vêm para engrossar o time de quem acha que ser normal é mais legal.

    A seguir, contamos algumas propostas da ELLUS para a tendência que vai com tudo, para todos os lugares e, justamente por isso, se faz fundamental.

    SKINNY LITTLE B****!

    A cintura intermediária (nem baixa, nem alta; no lugar) e o corte superjusto tornam esta calça um ícone atemporal no seu closet. Desta vez, o toque sutil da malha aumenta a possibilidade dos movimentos e mantém o ar cosmopolita com botas, jaquetas, blusas oversize e todos os acessórios permitidos pela vontade.

    Clique aqui para comprar esta calça na Online Store

    ROCK AND ROLL ALL NITE!

    Atitude rocker que eleva o denim! Silhueta ajustada, que funciona bem para homens esguios, possibilita as dobras na barra que amamos. Dica: aposte em meias nada óbvias!

    Clique aqui para comprar esta calça na Online Store

    WASH ALL OVER ME!

    Aliado para os dias corridos, o denim com lavagem clara se torna ainda mais prático com a tecnologia aplicada ao tecido. Com possibilidades múltiplas de uso, o modelo five pockets vai da camiseta ao blazer, do tênis às botas.

    Clique aqui para comprar esta calça na Online Store

    BACK TO THE BASICS

    É o modelo mais essencial. A cara é de jeans, mas a flexibilidade é de malha. A t-shirt branca na foto ajuda a entender porque menos é mais. Deixe a ousadia para a escolha de uma calçado sofisticado.

    Clique aqui para comprar esta calça na Online Store

    THAT 70′S SHOW!

    Com punch setentista, o modelo classudo está entre os favoritos da temporada. A lavagem escura permite muito além do dia; com camisas vaporosas e sandálias de santo grosso (tal como a de salto tratorado que a modelo usa na foto) , o corpo ganha um equilíbrio particular.

    Clique aqui para comprar esta calça na Online Store

    22/05/2015_10:00

    por CLÉO SANTIAGO

    Boa notícia para quem admira o cinema francês: em julho, chega ao MIS (Museu da Imagem e do Som), em São Paulo, uma exposição especial em homenagem a François Truffaut. A mostra, já exibida na Cinemateca Francesa de Paris entre outubro de 2014 e fevereiro de 2015, conta com um extenso acervo doado pela família do diretor francês com desenhos, fotos, objetos, livros e revistas, roteiros manuscritos e figurinos, além de trechos de filmes e entrevistas de Truffaut.

    A exposição também promete uma bela mostra paralela de filmes do diretor, roteirista, produtor e ator, onde não esperamos nada menos que os clássicos da Nouvelle Vague francesa.

    Sala ELLUS montou um top 3 com trailers dos filmes que você não pode perder. Aperte o play.

    “OS INCOMPREENDIDOS” (1959)

    Antoine Doinel (Jean-Pierre Léaud) é um garoto de 14 anos que não recebe muita atenção de seus pais. O pré-adolescente, então, mata aula para ir ao cinema e sair com seus amigos. Certo dia, descobre sem querer que sua mãe tem um amante.

    POR QUE NÃO PERDER: Este é o primeiro longa de Truffaut, que lhe rendeu o prêmio de Melhor Diretor no Festival de Cannes de 1959.

    “JULES E JIM – UMA MULHER PARA DOIS” (1962)

    Jules (Oskar Werner) é um  judeu-alemão tímido e Jim (Henri Serri), um francês extrovertido. Eles se tornam grandes amigos e, em uma viagem para uma ilha um pouco distante da Grécia, eles vêem uma estátua com um sorriso encantador e, quando voltam à Paris, conhecem Catherine (Jeanne Moreau), uma jovem que se parece com a escultura. Logo, os três boêmios se tornam um trio inseparável, vivendo momentos agradáveis e o início de um triângulo amoroso.

    POR QUE NÃO PERDER: Além de uma obra de arte, “Jules e Jim” conversa com o filme “Uma mulher é uma mulher” (1961), de Jean-Luc Godard, grande amigo pessoal e companheiro artístico de François.

    “A NOITE AMERICANA” (1973)

    Na França, começam as filmagens do longa “Je vous présente Pamela”, que conta a história de uma jovem inglesa que troca o marido francês pelo sogro. Truffaut atua como ator, vivendo Ferrand, o diretor. Alphonse (Jean-Pierre Léaud) é o inseguro galã; Séverine (Valentina Cortese), a diva perto da aposentadoria; e Julie (Jacqueline Bisset), viva protagonista Pamela, sempre à beira de um ataque de nervos.

    POR QUE NÃO PERDER: ”A Noite Americana” é uma metalinguagem confusa e bem humorada — no estilo francês, é claro — sobre os sets de filmagem. Com esta obra, Truffaut foi indicado ao Oscar nas categorias Melhor Diretor e Melhor Roteiro Original, levando para casa a segunda premiação.

  • Doois Sites e Sistemas