• 16/10/2015_18:29
    O ADMIRÁVEL MUNDO NOVO DA NEO FOTÓGRAFA ANA TERESA BELLO

    por ANDRÉ PEREZ

    O primeiro contato de Ana Teresa Bello com a fotografia foi, nas palavras dela, durante aquele período da juventude “em que a gente faz de tudo”. Entre aulas de jazz, natação e inglês, ela iniciou um curso de foto que a divertiu e distraiu durante algum tempo. Mas, apesar do gosto pela coisa, a vida a levou para outros caminhos e Ana se tornou uma bem sucedida designer de interiores. A carreira possibilitou que ela vivesse entre o Rio de Janeiro, sua cidade natal, e São Paulo, cidade pelo qual é apaixonada e contribuiu para que ela apurasse sua visão estética e seu apego por detalhes.

    Nada mais natural então que Ana reencontrasse a fotografia e transformasse o antigo flerte em paixão. Nesta terça, dia 20 de outubro, o resultado deste reencontro ganha novos tons com a inauguração na Galeria Vilanova (Rua Domingos Leme, 73 – Vila Nova Conceição) de sua primeira exposição: “Somos Memória”, que fica em cartaz até 14 de novembro, foi montada com imagens clicadas ao longo de uma viagem de um mês pelo Japão

    Com a câmera na mão, Ana Teresa cruzou o mundo com o objetivo de registrar Tóquio, Osaka, Quioto e as ilhas da Naoshima e Hakone de maneira única, sem clichês, de modo a capturar com fidelidade não apenas a cultura local, mas também os sentimentos universais que nos unem. O resultado está exposto em 15 fotos, divididas em quatro séries.

    Inspirada pelo silêncio das grandes cidades japonesas, que contrasta com a expectativa de um país acelerado e de grandes multidões, a neo fotógrafa produziu imagens que transmitem momentos de paz e contemplação em meio ao caos característico de uma grande metrópole. O resultado é a série “Respiro e silêncio”.

    A curiosidade acerca do Japão — e as possibilidades de descobertas — eram tantas que Ana desejou não dormir para não perder nada. Mas, em vez da opção radical, optou por acordar o mais cedo possível para fotografar Shibuya, um dos distritos centrais mais movimentados do país (e do  mundo) ao nascer do sol, antes de milhares de pessoas ocuparem suas calçadas e cruzarem suas ruas.

    Na série “Arquitetura da luz”, ela registrou o colorido e movimentado centro de Tóquio, conhecido pela fartura de luzes neon e outdoors, em preto e branco, no silêncio do amanhecer. Já em “A solidão de cada um”, Ana tentou capturar breves momentos cotidianos de transeuntes que, num país enormemente uniforme e igualitário, se destacavam por estar, cada um à sua maneira, fora do padrão.

    Pequenos desvios do olhar” é a série mais abstrata. Nas imagens, a fotógrafa faz um jogo com superfícies, texturas e luzes que incentiva um olhar interpretativo sobre a desordem retratada.

    De certa maneira, a abstração ali é quase que uma metáfora para a experiência de um estrangeiro no Japão. Percebe-se que o mundo é o mesmo que nós conhecemos e habitamos, mas que se mostra de uma maneira inteiramente estranha e nova. 

    08/10/2015_10:00
    MÔNICA SALGADO E ADRIANA BECHARA BATEM PAPO FRANCO SOBRE MODA E JEANS

    Mônica Salgado e Adriana Bechara, respectivamente diretora de redação e diretora de moda da revista Glamour, bateram um papo com o Jornal ELLUS sobre moda e, claro, muito jeans.

    Adriana Bechara: “Pessoalmente, eu sempre tive muita dificuldade em usar jeans, porque meu jeito de vestir é um pouco mais formal. Mas agora que estou ficando um pouco mais velha, estou questionando isso, porque acho que é uma maneira de quebrar a austeridade, de dar um twist no look e deixá-lo mais jovem.”

    Mônica Salgado: Eu, pelo contrário, sempre gostei muito de jeans no meu armário. Aliás, sempre amei jeans branco, que é uma peça meio tricky, mas que está voltando a ser cool (adoro jeans branco com moletom ou com uma camiseta podrinha). Na verdade, gosto de todos os tipos de jeans, não tenho preconceito — de cintura alta, de cintura baixa, mais boyfriend… Gosto de todos! E hoje, o jeans vem sendo protagonista nas últimas estações. Ele deixou de ser um complemento puro e simples e assume posição de destaque.

    Mônica Salgado

    AB:<

    20/03/2015_10:00
    WISHLIST: AS ESCOLHAS DE VICTOR COLLOR DE MELLO EM SÃO PAULO

    por VICTOR COLLOR DE MELLO

    Fui honrado com um convite e tanto: montar uma lista com meus lugares preferidos em São Paulo para a quarta edição do Jornal ELLUS.

    Abaixo, divido com vocês meus endereços.

    SIDE: Só a entrada já vale a vista: um ovo mole, um purê por cima e pão. A ideia é comer com o pão, mas eu gosto de comer com colher mesmo. Como prato principal, vale o cordeiro ou a costela. Tudo devidamente acompanhado do melhor negroni da cidade.

    CORLEONE: Bruno Van Enck, dono do lugar, está ali todos os dias recebendo cada um que passa por lá. São serviços feitos com muito primor e atenção. Se gosta da boa e velha navalha e todo o lifestyle por trás disso, é um erro deixar de conhecer.

    MANÍ: Comida impecável servida de forma que dá fome ao ver o prato chegar à mesa, em que os mínimos detalhes fazem toda a diferença.

    Z. DÉLI: Sanduíche de steak tartar fresquinho e feito na hora, com picles, cogumelos, azeite trufado e rúcula. Delicioso e nutritivo!

    13/03/2015_10:00
    WISHLIST: AS ESCOLHAS DE EDUARDO DUGOIS NO RIO DE JANEIRO

    por EDUARDO DUGOIS

    Quem me segue no Instagram, deve ter visto que o meu réveillon no Rio de Janeiro foi histórico. Daí o pessoal da Sala ELLUS me pediu para listar meus cantos preferidos na cidade maravilhosas.

    Mesmo que tenha demorado um pouquinho, aviso: o top 3 abaixo merece toda a sua atenção.

    Gostei de conhecer restaurantes e bares novos, mas tem dois lugares que, por mais que não seja novidade, precisa entrar neste roteiro: o Braseiro, no Baixo Gávea, e o BB Lanches, no Baixo Leblon (acima). No primeiro, eu destaco a picanha na chapa que compensa qualquer espera. Já na lanchonete do Leblon, eu comi o melhor pastel de carne da vida.

    Abaixo, os lugares que você não pode deixar de conhecer quando estiver no Rio.

    PIPO: É um dos meus prediletos, do chef Filipe Bronze. O clima do lugar é incrível: remete a um boteco “moderno”, com entradas e pratos ótimos! Não deixe de provar o pastel de carne seca ou de queijo da canastra e o prato “De Panela”, que é um pão de leite com carne desfiada. Delicioso!

    LONDRA: Um lugar incrível para quem aprecia uma boa bebida. O clima do bar do hotel Fasano é de festa sempre! Vale muito à pena conhecer.

    ESQUINA 111: Outro lugar preferido no Rio. O chef Daniel Simas (comigo, acima) conduz as opções gastronômicas como ninguém. Tudo muito bem feito, ótimos drinques e pratos de se comer rezando. Entre os meu prediletos está o Picadinho <3. Uma dica: chegue cedo para conseguir uma mesa da calçada.

    04/03/2015_09:00
    GUIA DE SOBREVIVÊNCIA INSPIRACIONAL: JULIANA SANTOS

    Uma referência em estilo de vida no Nordeste, Juliana Santos é o nome por trás de uma das multimarcas mais importantes do País, a Dona Santa | Santo Homem, em Recife.

    A megaloja é uma espécie de meca do luxo em Pernambuco, com reconhecimento internacional graças à sua curadoria cool que engloba marcas nacionais às grifes internacionais de alto luxo, passando pelas marcas de fast fashion e os novos estilistas.

    A empresária dividiu o jornal ELLUS itens essenciais para sua sobrevivência. Confira:

    PEÇA CHAVE: ”A skinny preta é a calça perfeita, seja para um look despojado, com t-shirt, ou com salto e top, para a noite! Para mim, é um básico para qualquer closet.”

    JEANS COMBINA COM O QUÊ? “Com tudo! De t-shirt branca e sneaker, a salto e brilho, por exemplo. Jeans hoje é sinônimo de conforto, estilo e praticidade.”

    UM RESTAURANTE: It Bistrô, que fica na Dona Santa. Modéstia à parte, é um lugar descolado, a comida maravilhosa e o melhor: fica dentro da minha loja! E lá tem a melhor sobremesa do mundo: bolo búlgaro, de chocolate puxa-puxa servido com sorvete de frutas do bosque.”

    UM LUGAR NO MUNDO: ”Podem ser dois? Grécia e a casa de praia da família, no litoral de Pernambuco — é o meu retiro todos os finais de semana que posso e estou em Recife. É o lugar onde mais encontro paz e me reenergizo.”

    FILME DA VIDA: ”Por ser fã de Cole Porter, adoro ‘De-lovely’ (trailer acima).”

    UM LIVRO: ”Rainha da moda — Como Maria Antonieta se vestiu para a revolução”, da Caroline Weber.”

    TRILHA SONORA: ”No momento, Lana Del Rey e The XX.”

  • Doois Sites e Sistemas